ovarios-policisticosChamamos de ovários policísticos a imagem vista no ultra-som de um ou de ambos os ovários com vários pequenos cistos, em geral, em torno de 10.

Mas, nem todas as mulheres que apresentam estas imagens têm problemas. Na verdade, 20 a 30% das mulheres que apresentam ovários policísticos no exame do ultra-som são completamente normais!

Mas então, onde está o problema? Está nas mulheres que tem a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP).
Neste caso, além de ter um ou ambos os ovários com múltiplos cistos também podem estar presentes alterações na menstruação (principalmente a ausência dela por longos períodos), excesso de peso, aparecimento de pelos pelo corpo (rosto, seios e barriga) e espinhas.

Também está associada a alterações no metabolismo da glicose e do colesterol, aumentando os riscos para o desenvolvimento de diabetes e das doenças do coração.

Outro detalhe importante é que esta síndrome pode ser causa de infertilidade, ou seja, a mulher pode ter dificuldades para engravidar. A SOP é a alteração hormonal mais comum das mulheres, atingindo 6 a 10% delas na faixa etária de 15 a 49 anos.

O que deve fazer a mulher que tem ou acha que pode estar com este problema? O primeiro passo é procurar o ginecologista para fazer uma avaliação e tentar descobrir a causa. De uma forma geral, o tratamento é simples, direcionado para os objetivos da cliente (por exemplo: engravidar, regular a menstruação ou controlar o aparecimento dos pelos e espinhas) e com bons resultados. O que não dá é deixar pra lá e não se cuidar!


Dra. Paula Joazeiro
Ginecologista Obstetra Especializada em
Fertilização e Reprodução Humana Assistida

NITERÓI - ICARAÍ: Rua. Miguel de Frias, 154
IPANEMA: Rua Farme de Amoedo 75, sala 505 – Rio de Janeiro – RJ
BARRA DA TIJUCA: Av. Almirante Julio de Sá Bierrenbach 200 - Bloco 1A, Sala 136 – RJ
TIJUCA: Rua Conde de Bonfim 255, sala 512 – Edifício Medical Center – Rio de Janeiro – RJ