Fertilizacao in Vitro por ICSI900x400

Fertilização in Vitro por ICSI

A Fertilização in Vitro por ICSI é um tratamento de reprodução que introduz o espermatozoide no óvulo através de uma agulha extremamente fina para que haja a fecundação.

ICSI é a sigla em inglês para Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoides. Essa técnica complementa a FIV fazendo uso de microscópio e micro manipuladores, introduzindo o espermatozoide dentro do óvulo com uma agulha sete vezes mais fina que um fio de cabelo humano.

Esta técnica é utilizada quando existem alterações na quantidade, na motilidade ou na forma dos espermatozoides, o que poderia impedir sua entrada no óvulo de maneira natural. Também se utiliza esta técnica quando o homem apresenta azoospermia e os espermatozoides devem ser recuperados por coleta alternativa.

 Como funciona a Fertilização in Vitro ICSI

A fertilização in vitro ICSI segue o seguinte processo:

1. Estimulação Ovariana
- neste primeiro momento é feito um tratamento com uso de medicamentos para acelerar o amadurecimento dos óvulos, assim é possível colher vários óvulos em um único ciclo menstrual.

2. Monitoramento - após estimular a produção de óvulos é necessário comprovar por meio da ultrassonografia que os folículos já alcançaram o tamanho adequado e também a um bom número de óvulos.

3. Coleta dos Óvulos - com todos os requisitos alcançados é hora de coletar os óvulos. A punção é realizada em um ambiente cirúrgico com uso de anestesia.

4. Seleção dos Espermatozoides - enquanto acontece a coleta dos óvulos, também é realizada a coleta do sêmen. A partir dele são selecionados os espermatozoides mais ativos.

5. Fertilização - aqui os óvulos e espermatozoides são colocados na incubadora, porém diferente da FIV que favorece a fecundação espontânea na ICSI o espermatozoide é injetado no óvulo para que os embriões sejam gerados.

6. Transferência - por fim é realizada a transferência dos embriões para o interior do útero materno, esse processo é rápido e indolor. Os embriões de boa qualidade que restaram são congelados para um tratamento futuro, assim não há necessidade de realizar todo o processo de estimulação ovariana.


Dra. Paula Joazeiro
Ginecologista Obstetra Especializada em
Fertilização e Reprodução Humana Assistida

IPANEMA: Rua Farme de Amoedo 75, sala 505 – Rio de Janeiro – RJ
SÃO GONÇALO: Rua Moreira César 138 – Centro –  São Gonçalo – RJ
TIJUCA: Rua Conde de Bonfim 255, sala 512 – Edifício Medical Center – Rio de Janeiro – RJ