Quinta, 30 Abril 2020 00:00

Quais são as etapas da Ovodoação?

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Andrômeda Web Marketing
Avalie este item
(0 votos)

A ovodoação ou doação de óvulos é uma técnica de reprodução assistida em que o gameta feminino (óvulo) é fornecido por uma outra mulher.

Em que casos o tratamento é indicado?

A maioria dos tratamentos é indicado devido a diminuição da reserva ovular, em grande parte por conta da idade avançada. Mas existem outras situações, como a falência ovariana prematura, ou em decorrência da realização de tratamentos oncológicos, que levam a mesma realidade.

Existe uma particularidade entre os casais receptores de óvulos doado. Na grande maioria dos casos, os casais já vivenciaram dificuldades em tentativas anteriores, que levam a necessidade de recorrer a uma doação como melhor opção para uma oportunidade de gravidez saudável.

Como é feita a doação dos óvulos?

O Conselho Federal de Medicina (CFM) estipulou diretrizes gerais para ovodoação. Uma delas é que o ato deve ser espontâneo, ou seja, sem caráter lucrativo ou comercial. Outra característica é relativa à o sigilo, pois as doadoras não devem conhecer a identidade das receptoras e vice-versa. Um ato de altruísmo por parte de quem doa os óvulos!

As doadoras são candidatas voluntárias com exames de saúde dentro da normalidade necessária. É importante lembrar que são feitos diversos exames para analisar se as doadoras estão aptas, como de DSTs – Doenças Sexualmente Transmissíveis e histórico de doenças genéticas. Existe também uma idade limite de 35 anos para a doação de gametas. Nesta idade, os óvulos das mulheres são mais saudáveis, com chances menores de alterações nos cromossomos.

Como acontece a escolha da doadora?

A escolha das doadoras é de responsabilidade dos médicos. Normalmente, eles selecionam doadoras com as mesmas características físicas da receptora e o mesmo tipo sanguíneo.

O grande desafio da ovodoação é o processo de reflexão e aceitação. É também o que torna esse tratamento muito bonito e admirável pois significa uma quebra de paradigmas vividos pelo casal em nome do sonho de ser mãe!

Nesse caso, é muito importante o acompanhamento multidisciplinar do casal, com um psicólogo, que abordará todos os aspectos emocionais envolvidos no processo.

 A ovodoação é dividida em 5 etapas:

1 - Estimulação dos ovários da mulher doadora;
2 - Captação dos óvulos por via vaginal;
3 - A doação de parte dos óvulos para outro casal ou mulher;
4 - Fertilização dos óvulos doados com os espermatozóides do casal receptor;
5 - Transferência dos embriões formados para o útero da mulher receptora.

No momento em que a mente e o corpo estiverem preparados, o tão sonhado desejo da maternidade pode se tornar realidade!


Dra. Paula Joazeiro - Ginecologista Obstetra, Especialista em Reprodução Humana Assistida. 
Tecnologia e carinho andando lado a lado num dos momentos mais importantes da sua vida!

Entre em contato conosco, exponha os seus objetivos, para que possamos lhe ajudar a encontrar os procedimentos que visam garantir os melhores resultados, sempre com foco na sua total satisfação.
Atendemos em: Ipanema, Tijuca, Barra da Tijuca  e Niterói - Rio de Janeiro - RJ
 

Ler 43 vezes

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Matérias/Artigos