fbpx
Quarta, 27 Outubro 2021 00:00

POP - Prolapso de Órgãos Pélvicos

Escrito por Equipe de Gestão de Mídias Sociais - Andrômeda Web Marketing
Avalie este item
(0 votos)

O prolapso de órgãos pélvicos consiste na queda da bexiga, uretra, intestino delgado, reto, útero ou vagina, causada por fraqueza ou lesão nos ligamentos, tecido conjuntivo e músculos da pelve.

O prolapso de órgãos pélvicos é geralmente causado por uma combinação de fatores, sendo que os fatores mais comuns que costumam contribuir para o surgimento do prolapso de órgãos pélvicos são:

  • Ter um bebê, sobretudo se o parto for vaginal;
  • Ser obesa;
  • Sofrer lesões, como pode ocorrer durante uma histerectomia ou outro procedimento cirúrgico;
  • Envelhecimento;
  • Fazer com frequência coisas que aumentam a pressão no abdômen, como fazer força durante a evacuação ou levantar objetos pesados;

Estar grávida e ter um parto normal pode enfraquecer ou lacear algumas das estruturas de sustentação na pelve. O prolapso de órgãos pélvicos ocorre com mais frequência em mulheres que tiveram vários partos normais e o risco aumenta com cada parto. O próprio parto pode danificar os nervos, dando origem a fraqueza muscular.

O risco de ter prolapso de órgãos pélvicos pode ser menor no caso de parto por cesariana que no caso de parto normal.

À medida que a mulher envelhece, as estruturas de sustentação na pelve podem enfraquecer, o que aumenta a chance de ela ter prolapso de órgãos pélvicos.

Fazer uma histerectomia pode também enfraquecer as estruturas da pelve, aumentando o risco de ter prolapso de órgãos pélvicos.

Fatores menos frequentes que podem contribuir incluem o acúmulo de líquido no abdômen (ascite, que exerce pressão sobre os órgãos pélvicos), distúrbios dos nervos no assoalho pélvico, tumores e distúrbios do tecido conjuntivo (o tecido rígido e frequentemente fibroso que está presente em quase todos os órgãos, inclusive nos músculos, e proporciona sustentação e elasticidade). Algumas mulheres têm defeitos congênitos que afetam essa área ou nascem com tecidos pélvicos fracos.

Tipos e sintomas

O prolapso de órgãos pélvicos é, essencialmente, uma hérnia, na qual os órgãos se projetam de forma anômala, visto que o tecido de sustentação está enfraquecido.

Os diferentes tipos de prolapso de órgãos pélvicos são denominados de acordo com o órgão afetado.

  • A parede posterior da vagina: Prolapso de reto (retocele) ou de intestino delgado (enterocele);
  • A parede frontal da vagina: Prolapso da bexiga (cistocele) ou da uretra (uretrocele);
  • A parte superior da vagina: Prolapso vaginal (apical);
  • O útero: Prolapso de útero (prolapso uterino);

Com frequência, a mulher tem mais de um tipo POP e, em todos os tipos, o sintoma mais comum é uma sensação de peso, plenitude ou pressão na região da vagina. A mulher pode ter a sensação de que está sentada em uma bola ou que o útero, bexiga ou reto estão se projetando para fora da vagina.

Para tratar deste ou qualquer outro problema de saúde íntima feminina, marque uma consulta através dos telefones e/ou WhatsApp descrito no nosso site.


Dra. Paula Joazeiro - Ginecologista Obstetra, Especialista em Reprodução Humana Assistida. 
Tecnologia e carinho andando lado a lado num dos momentos mais importantes da sua vida!

Entre em contato conosco, exponha os seus objetivos, para que possamos lhe ajudar a encontrar os procedimentos que visam garantir os melhores resultados, sempre com foco na sua total satisfação.
Atendemos em: Ipanema, Tijuca, Barra da Tijuca  e Niterói - Rio de Janeiro - RJ
 

Ler 554 vezes

Matérias/Artigos